sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Apenas um Show: Um show de comédia



Quando A Vida Moderna de Rocko estreou pela Nickelodeon em meados dos anos 90 mesmo sem querer terminou formulando uma nova maneira de se fazer animação voltada ao público já não tão infantil, mas também não tão elevado enquanto faixa etária, apresentando enredos apesar de cômicos com algum sentido refinado para o gênero e dessa forma dando origem a uma das primeiras sitcoms animadas, consequentemente, abrindo espaço para futuras produções a exemplo de Apenas um Show.

Protagonizado pela dupla vivida por Mordecai (o gaio azul) e Rigby (o guaxinim), 23 anos cada, que trabalham e moram num parque dividindo espaço com os demais membros da equipe de manutenção do local encabeçado por Benson, Saltitão, Pairulito, Musculoso e Fantasmão além da convivência com Margaret e Eileen, garçonetes do café frequentado pelos amigos, e quase sempre envolvidos em situações perigosas normalmente resultante das aventuras desenfreadas até certo ponto embaraçosas.

Apresentando elementos comuns dos anos 80 e 90 do século passado como vestimentas, jogos eletrônicos, músicas, Apenas um Show busca mesclar essas referências ao seu favor seguindo paralelamente uma linhagem retrô no contexto desenvolvido em meio características da cultura pop tão viva na série idealizada pelo animador J.G. Quintel, que também dá a voz ao personagem Modercai, onde curiosamente parte das situações presenciadas no seriado tem como referência momentos da vida pessoal de seu criador enquanto estudante na faculdade.

Considerado como uma das gratas revelações da Cartoon Network nos últimos anos, alavancando a popularidade do canal que há tempos perdia espaço considerável para seu principal concorrente, Nickelodeon, e a acessão de outras emissoras como a Disney Channel e Disney XD sem contar a queda do antigo presidente do canal, Jim Samples, o programa trás em seu cast de dublagem original, fora Quintel, Mark Hamill (Luke Skywalker da trilogia clássica de Star Wars) dando voz ao yeti Saltitão e esporadicamente Tim Curry (Lord Darkness do também clássico A Lenda).

Devido a boa aceitação Apenas um Show teve recentemente mais uma temporada anunciada para esse ano contabilizando a quinta sequência interrupta da série iniciada em 2010 enquanto segue em andamento a quarta, ainda inédita no Brasil, totalizando 88 episódios, entretanto, alguns chegando a terem pequenos cortes por questões relacionados a polêmicas geradas entre outros motivos envolvendo linguagem considerada imprópria e violência para serem vinculadas no ar de acordo condições de transmissão.


POLÊMICAS & CENSURA

Não foi somente na América Latina que passagens tiveram de ser removidas da edição final para poder os episódios do programa irem ao ar. Na Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido e outras localidades ouve pequenas alterações, muitas vezes até mais rigorosas do que no continente sul-americano.

Palavras como xixizão, babaca e otário tiveram de ser trocadas ou silenciadas nas versões apresentadas fora dos Estados Unidos da mesma maneira breves cortes de cenas que poderia fazer menção a atos violentos demais partindo do exemplo encontrado no especial de Halloween onde alguns personagens chegavam a ser escalpelados. Tais interferências contribuiu para momentâneos erros de continuidade.

No Brasil a classificação indicada era a partir de 12 anos, uma das mais altas até hoje do canal infantil, sendo da mesma faixa etária de Os Simpsons, de emissora voltado ao público não infantil, mas devido os cortes caiu para 10 anos.



MUSICALIDADE DE PRIMEIRA

Talvez uma das principais qualidades da animação seja o repertório musical que mantem em seus quadros ora criando melodias próprias como "Summertime Loving, Loving in the Summer (time)" ora tocado alguns dos antigos clássicos do gênero, exemplo, "Mississippi Queen" da banda Mountain, uma das músicas mais tocadas também no jogo eletrônico do Guetar Hero.

Uma das passagens que melhor representa esse lado está presente no episódio Vídeo de Karaoke quando o personagem Pairulito canta a música "Footloose" de Kenny Loggins, considerado um do grandes marcos dos filmes adolescentes dos anos 80, em meio confusões criadas pelos amigos bem ao estilo das produções daquela época (vídeo).

Outras referências também podem ser vistas no decorrer da série como a polêmica canção da banda Filter, "Hey Man Nice Shot", lançada em seu primeiro álbum, Short Bus, considerado um dos motivadores para suicídio de Kurt Cobain.





POP CULTURE

Diferente praticamente em todos os segmentos das produções caseiras da Cartoon Network o seriado faz ainda grande uso da cultura pop seja ela na caracterização dos personagens a exemplo do Rei do Basquete (foto) ou no conceitos que as envolve enquanto enredo quanto ambientação.

Estórias inicialmente desapercebidas, entretanto, complexas no desenrolar da trama revelam quase sempre uma faceta surrealista em cada episódio misturando dentre alguns aspectos misticismo, ufologia e universos paralelos no qual mesmo que indiretamente tenha relação com o parque onde vivem os personagens.

O modo de atitudes, ideias e a percepção visual como são apresentados pelas figuras centrais e secundárias desde grupos de unicórnios punks à semi-deuses desportistas, sem contar estilosos, revela a exploração de ícones undergrounds já conhecidas em trabalhos conceituados a exemplo de Robert Crumb em O Gato Fritz.



O SOBRENATURAL

Um dos temas mais abordados em Apenas um Show são os que envolvem a temática sobrenatural seja ela podendo encontrar bruxos malignos ou em personificações de monstros que quase sempre em algum momento terminam entrando em atrito com os protagonistas.

Atores consagrados no universo do terror como Robert Englund (o eterno Freddy Krueger), Jackie Earle Haley (A Hora do Pesadelo - 2010) participaram de alguns desses episódios sendo antagonistas igualmente presente nas duas participações de Tim Curry desempenhando o papel da salsicha canibal e de Mestre dos Trotes.

Na terceira temporada e isso apenas aconteceu somente uma vez (até agora), um episódio teve de ser divido em duas, justamente o especial de Halloween, Contos de Terror no Parque, sendo uma parte intitulada "Boneco Sinistro" e a outra "Dentro de Casa" quando Rigby é transformado literalmente numa casa.



Continuando nos contos de terror, durante a segunda temporada foi ao ar nos Estados Unidos o episódio "No Cemitério" (Grave Sights), no Brasil transmitido apenas ano passado durante as festividades de Halloween, onde Mordacai e Rigby terminavam trazendo cadáveres de volta a vida em meio uma sessão de cinema realizada no cemitério abandonado do parque enquanto passava o filme Zombocalypse 3D.

A curiosidade fica por conta das homenagens aos filmes e aos jogos do gênero survival horror como o personagem principal ser uma clara referência ao ator norte-americano Bruce Campbell dos cultuados A Morte do Demônio e Uma Noite Alucinante 2, na sequência apresentada no desenho o mocinho está preso numa cabana que lembra as dos filmes estrelados pelo icônico ator, e a capa ser uma citação direta ao jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa Doom.




Eleito como um dos melhores episódios da série tanto por votação popular através do site da Cartoon Network quanto pelo portal IMDb (especialista em filmes, séries e programas de tv) rendendo a primeira indicação ao Emmy na categoria Melhor Animação em Formato Curto, vencida pelo Travessos contra Bonzinhos, Disney, transmitido ano passado no programa Tv Globinho Especial de Natal, originando também o jogo on-line Nightmare-Athon (clique aqui), disponível no site do canal americano.

Apesar de não ser propriamente segmento Zombocalypse ganhou status de como uma das apresentações que melhores agradaram no decorrer do programa tanto pela homenagem aos cinema de filmes B, antigamente às vezes exibidos ao ar livre, principalmente nos parques de cidades americanas e inglesas, quanto pela originalidade proporcionando parte do destaque conseguido pela animação.




EMMY 2012

Mesmo não tendo arrematado a estatueta logo na primeira indicação ao Emmy, 2011, o programa concebido por J.G Quintel conseguiu tal feito ano passado na categoria Animação Formato Curto graças ao episódio Ovocelente disputando caseiramente com Hora de Aventura, Frango Robô, MAD e Phineas e Ferb, do Disney Channel.

Desbancando os favoritos MAD e Frango Robô (vencedor do Emmy e Annie Awards anteriormente) o programa terminou confirmando o alto grau de aceitação perante crítica, algumas de importantes meios de comunicação da área, a exemplo dos sites Nick and More! e Common Sense Media que o classifica imprópria para crianças e de bom agrado aos mais velhos.

O excelente momento repercute principalmente na audiência conquistada deixando algumas vezes entre os programas líderes do horário perante canais infantis mesmo com eventuais reprises de suas exibições.



POR ENQUANTO, NADA DE DVD

No Brasil não existe previsão para lançamento de dvds ou blu-rays da série ainda que da boa receptividade obtida também em território nacional diferente de outros seriados do canal, exemplo, Scooby Doo! Mistério S/A que apesar de ser mais recente (2011) já se tem dvds à venda.

Nos Estados Unidos foram lançados dois discos sendo, Slack Pack, primeira temporada completa, e The Best DVD in the World numa tradução literal "O Melhor DVD do Mundo", por sinal bastante elogiado, com a coletânea dos melhores episódios da segunda e terceira temporada além de extras.

Outro aspecto que deixa a desejar em relação os distribuidores é a falta de produtos voltado aos fãs (camisetas, acessórios, bonecos) dando entender que desenhos como o próprio Apenas um Show por serem voltados a um público de faixa etária maior não possui o mesmo nível de difusão a exemplo de Ben 10, atualmente principal garoto propaganda da Cartoon Network.



Formado pelo Instituto de Artes da Califórnia o animador J.G, abreviação de James Garland, Quintel começou a criar os esboços de Apenas um Show ainda no período acadêmico através de dois curtas, um protagonizado pelo personagem que ficaria conhecido mais tarde como Pairulito, The Naive Man from Lolliland e 2 in the AM PM que mostra breves passagens de Mordecai, Benson e outra vez Pairulito.

Sendo estagiário, Quintel fez parte da equipe de aprendizes de revisão de storyboard da série animada Star Wars: Guerra dos Clones e tempos depois do filme Horto e o Mundo dos Quem (2008) passando também pelo programa já encerrado O Acampamento de Lazlo do premiado animador Joe Murray (criador de A Moderna Vida de Rocko) além de rápidas participações em Hora de Aventura, Phineas e Ferb, e como diretor fixo de As Trapalhadas de Flapjack até chegar ao projeto Cartoonstitute lançando dessa forma Apenas um Show.

Através dos personagens criados nas suas animações independentes e outros novos, exemplo, Rigby, resultado inicial de um rabisco sem muita importância, entretanto, que passaria a ser o contrapeso de Mordecai e seu melhor amigo, mais inconsequente e menos esperto, concebeu o piloto do seriado, nunca transmitido na televisão, devido cancelamento do projeto Cartoonstitute antes de ir ao ar, contudo, ganhando a primeira temporada.


A repentina ascensão rendeu ao desenhista indicações e prêmios em festivais especialistas entre o meio da animação como em Nicktoons Film Festival, ganhando nas categorias Escolha dos Produtores e Melhor Projeto Estudantil pelo The Naive Man from Lolliland, uma indicação no Annie (uma das maiores premiações do segmento) por As Trapalhadas de Flapjack, categoria Melhor Direção para Televisão, e as citações do Emmy.

J.G Quintel participou em 2011 da Comic-Con, principal feira de quadrinhos dos Estados Unidos, para falar da série, promover o lançamento do então primeiro dvd, projetos futuros e tirar dúvidas dos fãs afirmando que ele (Quintel) era apenas um cara normal e que os episódios do programa refletiam um pouco disso, um rapaz nada extraordinário, preguiçoso, chegando até ser tímido, na personificação da figura de Mordecai, o gaio azul.

Com a renovação por mais uma temporada (esperemos também uma sexta) Apenas um Show apesar de recente goza de excelente qualidade técnica, competência, criatividade e saudosismo, confirmando os merecidos elogios, tornando um dos novos cults e porque não clássicos da Cartoon Network deixando ao lado de outras animações não somente voltada ao público adulto como Space Ghost de Costa a Costa e do inesquecível O Laboratório de Dexter.


Aproveitando que nesta postagem, por sinal uma das mais extensas até hoje do blog, foi falado muito das músicas presentes na animação então está sendo colocando sete a disposição para serem escutadas. Do heavy metal, pop rock dos anos 80, rock alternativo da década de 1990 e músicas clássicas compõe parte do repertório fazendo que seja valido a pena serem ouvidas.


Episódio: Fim de Semana no Benson (3ª temporada)


Episódio: Rebotes e Enterradas (3ª temporada)


Episódio: Vídeo de Karaoke (2ª temporada, season finale)


Episódio: Minha Mãe (2ª temporada)

Episódio: Primeiro Dia (2ª temporada)

Episódio: Lá no Topo (2ª temporada)

Episódio: O Melhor Hambúrguer do Mundo (3ª temporada)



Torçamos para que Apenas um Show continue mantendo a qualidade até aqui apresentada nessa nova temporada prevista parar estrear somente em setembro, mas até lá com reprises diárias no Cartoon Network ou podendo serem baixados em diversos blogs sobre o programa tendo como indicação Regular Show Brasil, um dos mais completos espaços sobre a série.

23 comentários:

  1. UHauhUAHuhUAhUHUahHAhhhhh!!
    Tava procurando mesmo sobre a música do Filter, pois adoro tanto a banda, quanto o excelente desenho...
    Que excelente post e meus parabéns por um texto tão rico e com tantos detalhes sobre meu desenho predileto.
    Força e sucesso sempre!!

    ResponderExcluir
  2. UHauhUAHuhUAhUHUahHAhhhhh!!
    Tava procurando mesmo sobre a música do Filter, pois adoro tanto a banda, quanto o excelente desenho...
    Que excelente post e meus parabéns por um texto tão rico e com tantos detalhes sobre meu desenho predileto.
    Força e sucesso sempre!!

    ResponderExcluir
  3. Eu gostaria de saber o nome da música que toca no começo do episódio "Saltitão contra a tecnologia", vocês sabem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alan, o nome daquela música é "I Get Around" do Beach Boys. Aqui vai um link do YouTube para ouvi-lá:

      http://www.youtube.com/watch?v=5WP2exZurfc

      Abraços

      Excluir
  4. As referencias a culturas pop são realmente sensacionais, desde de referencia ao "Falcão - O Campeão dos Campeões" , a filmes de luta e trash dos anos 80, ao um dos meus eps predileto o da PowerGlove do filme "O Genio dos Videogames"
    esse desenho e realmente genial

    ResponderExcluir
  5. Alguem sabe o nome da musica que toca no episodio "Ate que emfim e terça feira" quando eles estao dançando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é Ballroom Blitz da banda Sweet

      Excluir
    2. No caso, gostaria de saber qual é o nome da música eletrônica que toca em "Até que emfim é terça-feira", quando Mordecai, Rigby e Eileen tentam mostrar individualmente que são bons de dança antes de medir esforços em conjunto contra o "João Bonzão", o "Daryl", e o "Sombra Fresca".

      Excluir
  6. Parabéns pelo post! Adoro Regular Show e encontrar boas e válidas informações sobre esse desenho de 1a qualidade é ótimo!

    ResponderExcluir
  7. Qual a musica que toca no episódio do socos mortais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome da música é "You're the best around", de Joe Esposito, mesmo tema do clássico Karatê Kid (1984).

      Excluir
  8. hahahaha o cara tomou acido e virou o benson u.u ta ia uma boa explicaçao para os seres bizarros da serie mutaçao u.u

    ResponderExcluir
  9. Qual musica toca no episódio REBOTES E ENTERRADAS? quando o cara ta descendo de carro de um planeta sla

    ResponderExcluir
  10. qual é o nome da musica que eles dançam quando eles estao fazendo uma festa pra margaret no salaode festa do parque ?

    ResponderExcluir
  11. Qual a amusica que toca no "primeiro episodio" que eles entram no parque, que i pairulito vai receber eles e tals

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquela música é "I'm Alright", de Kenny Loggins, tinha o áudio dela aqui, mas o link foi removido do ar. Em breve vou atualizar a parte musical.

      Excluir
  12. Tem outra música clássica que toca?! Eu ouvi uma muito linda, mas não lembro o episódio, porque peguei o desenho quando já tinha começado (na metade), vocês podem me ajudar, to doida pra achar essa música, e não é essa Requiem do Mozart.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. The Flower Duet?

      https://www.youtube.com/watch?v=8Qx2lMaMsl8

      Excluir
    2. The Flower Duet?

      https://www.youtube.com/watch?v=8Qx2lMaMsl8

      Excluir
  13. Olá, você sabe o nome da música eletrônica que toca no episódio "canoa furada?"

    ResponderExcluir

"O pensamento é o ensaio da ação." (Sigmund Freud)
Pode também entrar em contato através do e-mail allanlemos@hotmail.com