terça-feira, 30 de abril de 2013

Hora de Aventura: A aventura infantil que não é bem para crianças

Poderia ser apenas mais um desenho infantil a exemplo de tantos outros de produção original Cartoon Network envolvendo personagens carismáticos com traços simples e como de costume em episódios retratando situações atrapalhadas, explorando a veia cômica da figura central e dos secundários, conseguindo arrancar risos e gargalhadas, conceito compartilhado em vários projetos do estúdio vinculado ao grupo Timer Warner, o mesmo que gere a Warner Bros, mas não é assim e passa muito longe de ser.

A primeira vista pode não parecer devido apresentação dos cenários compostos por cores vibrantes, ambiente normalmente ensolarado bem ao estilo fábulas, figuras delicadas mostrada a cada novo capítulo tendo principalmente nos cidadãos do Reino Doce, guloseimas providas de vida, seus principais coadjuvantes além da inocência do protagonista Finn, contudo, mascarado nesses fatores o enredo revela-se na verdade melancólico, levantando alguns questionamentos de teor adulto, exemplos: solidão e amores não correspondidos.

A estória se passa na Terra de OOO, até o presente momento nunca foi dito, mas existem indícios que seria a Terra num período pós-apocalíptico devido uma guerra nuclear mencionada como "A Grande Guerra dos Cogumelos", extinguindo os humanos, com exceção de Finn, do qual não se sabe a verdadeira história, originando as demais criaturas do lugar, provavelmente sendo mutações decorrentes os ataques, dentre elas demônios, gigantes, animais falantes, homens de neve, fantasmas, dimensões diversas e etc.

Em inúmeros momentos durantes as aventuras do menino humano e do seu amigo, o cão mágico, pode ser reparado destroços da antiga civilização, não sabe os motivos que levaram a guerra apenas da transição de mil anos até o tempo atual da animação. Provido de um passado incerto alguns dos personagens principais presenciaram o apocalipse sendo eles Marceline, a Rainha dos Vampiros, e Rei Gelado, antes conhecido como Simon Petrikov, um bondoso antiquário diferente do que se tornou.

Exibido atualmente no bloco HAHAHA, do Cartoon Network, do qual engloba ainda O Incrível Mundo de Gumball (artigo aqui), MAD e Apenas um Show (artigo aqui), todos claramente voltados para comédia, diferente de Hora de Aventura, que apesar das ocasionais situações engraçadas está distante de pertencer ao gênero cômico, estando mais próximo de ser como o próprio nome da série diz, aventura e ainda dramática, sendo uma mistura muito bem elaborada que faz jus a consolidação do sucesso em cinco temporadas até agora.


A HISTÓRIA DO PROGRAMA

Inicialmente Hora de Aventura foi produzido para Nickelodeon, principal rival da Cartoon Network, baseada num curta homônimo que fazia parte do projeto de novas animações intitulado Randon! Cartoons de autoria da Federator Studios, responsável por elaboração de desenhos como Os Padrinhos Mágicos e Fanboy & Chum Chum.

Como não existiu interesse do canal para desenvolvimento da série o episódio piloto terminou exibido na internet (vídeo), onde virou um dos mais vistos nos Estados Unidos, ganhando repercussão. Devido ao repentino sucesso a Cartoon Network acabou adquirindo os direitos sobre a animação para produzi-la.

A estreia aconteceu em meados de 2010 através do episódio "Pânico na Festa do Pijama" no qual já apresentada as características que fariam parte da identidade do desenho, um futuro alternativo sem seres humanos, dominados por animais e criaturas falantes, incluindo zumbis.






Pouco se sabe sobre a verdadeira formação da Terra de OOO e dos seus habitantes. Uma das possíveis teorias (acredito ser uma das mais plausíveis) é que "A Grande Guerra dos Cogumelos" foi provocada por uma invasão de criaturas de outras dimensões, a série já mostrou diversas vezes a pluridimensionalidade passando pelo que seria o inferno configurada através da Terra dos Mortos e da Noitosfera, até mesmo indo parar no planeta Marte governado pelo rei de lá, na verdade é o ex-presidente americano Abraham Lincoln.

No desenvolvimento do desenho quase inexiste informações do predomínio humano a não ser pequenos utensílios encontrados como antigas televisões, bicicletas, computadores, esqueletos e raros destroços de armas e edificações porque praticamente o lugar foi tomado pela vegetação, surgindo dessa forma florestas, bosques, pântanos além dos desertos e demais reinos como o do fogo e o gelado, preservando as características que dão nome aos reinados, vulcões para o Reino do Fogo e gelo no Reino Gelado além dos doces no Reino Doce.

A Terra de OOO ainda apresenta diversos tipos de princesas, curiosamente muitas sem mesmo um reino para governar ou parentes vivos, que são na maioria das oportunidades perseguidas por vilões, quase sempre pelo amargurado Rei Gelado (ele não é bem um vilão), recorrendo a Finn e Jake ajuda devido o fato deles serem os maiores heróis de OOO vivos. Ainda há outros tipos de personagens que fazem parte da realeza a exemplo de reis, duques e condes, mas de participações discretas.

O misticismo faz parte de OOO, inúmeros episódios retratam esse aspecto, incluindo o da terceira temporada "Morituri te Salutamus" (traduzindo, "nós que vamos morrer vos saudamos"), clara referência à época dos gladiadores romanos, representada por uma versão mágica do Coliseu habitada pelo estranho Rei da Luta revelando a existência de guerreiros fantasmas mortos na arena de batalha por seus próprios companheiros. Controlados pelo maligno anfitrião dando entender que melhores amigos terminavam se matando.

A geografia dessa terra dá sinais de ser irregular, talvez efeito das bombas nucleares lançadas durante a grande guerra apocalíptica, onde pode ser notado a proximidade de elementos distintos como terrenos áridos e glaciais, escondendo alguns tesouros seja moedas de ouro ou artefatos místicos, parte deles com grande força psíquica o que termina reforçando da tese da invasão de criaturas pertencentes a universos paralelos, quem sabe de um plano mágico, desencadeado assim "A Grande Guerra dos Cogumelos", uma possível retaliação a essa invasão.


PASSAGENS MUSICAIS

Uma das fortes presenças no programa é a vasta quantidade de músicas compostas para os episódios, sendo praticamente comum em todos os capítulos ter ao menos uma canção, salve raras exceções não contê-las.

Normalmente as letras tem como tema os sentimentos dos personagens abordando muitas das vezes suas dúvidas perante os outros, questionamentos sobre amizade, abandono e falta de afeto por parte de pessoas próximas como os pais, culpa, tristeza, saudade, amor. Uma demonstração dessa mistura musical é a canção "Minhas Melhores Amigas Neste Mundo", interpretada por Finn.

Essas cenas quase sempre são estreladas pelo jovem aventureiro e também por Marceline, a vampira rebelde. Essa quando canta revela ter um lado mais sensível do que aparenta, dando pistas que a atual personalidade é resultado de sequências desagradáveis ocorridas em sua vida.



Ao longo das temporadas indiretamente sempre foi dito que os humanos tinham sido extintos por uma catástrofe, quem sabe ligada ao Enchiridion, apresentado como livro dos heróis, por sua vez relacionada a coroa do Rei Gelado, essa enlouquecendo qualquer ser que a usá-la, e pelo o maior vilão da série, o Linch (na versão original dublado pelo ator Ron Perlman, o Hellboy), espírito de um maligno feiticeiro mestre nas artes negras que pode ter desencadeado o fim do mundo assim como aberto o portal para outras dimensões.

Até hoje não teve um episódio específico explicando as origens do apocalipse, quase todas informações são expostas em trechos muitas vezes imperceptíveis num primeiro olhar, revelando a necessidade de prestar atenção nos curtos onze minutos de duração a cada novo capítulo. As exceções ficaram por conta da passagens acompanhadas em "Segredos de Holly Jolly - Parte II", "Eu me Lembro de Você" "Simon e Marcy", narrando acontecimentos no passado durante o período da tragédia na visão do Rei Gelado (ainda humano) e Marceline.

Uma das chaves para tentar desvendar o mistério sobre o fim do mundo, é isso que está dando entender, esteja envolvido pelo passado secreto de Simon Petrikov (Rei Gelado) devido desde que ele passou a ter em posse tal coroa a Terra começou sofrer alterações e nisso sucederam vários acontecimentos, incluindo sua eminente destruição, o período pós-apocalíptico e o surgimento de novos serem que passaram a dominá-la, de início seres humanos transformados supostamente pela radiação das ogivas nucleares.

O ar pesado e de certa maneira sombrio desse lado da história da formação da Terra de OOO é constantemente amenizado seja pela pouca profundidade dada ou por outros contos de maior destaque na série, lembrando serem todos pano de fundo para uma história mais complexa, até porque normalmente não há continuidade de uma episódio para o outro, somente fragmentos de acontecimentos e revelações, como um imenso quebra-cabeças ainda em formação, entretanto, reforçando a ideia que o final do programa deve estar próximo.

Pode soar precipitado afirmar da possível aproximação do encerramento das incríveis aventuras de Finn e Jake, contudo, a própria animação dá entender isso. Durante a primeira temporada era apresentado a ambientação e construção dos personagens, a segunda e terceira da criação do misterioso passado da Terra de OOO e a vinda do cruel vilão Linch, atacando os moradores do Reino Doce, enquanto as partes quatro e início da quinta força entender das peças até então discretamente lançadas começarem a se juntar iniciando um único desfecho.


ENCHIRIDION, O ELO PERDIDO

A animação Hora de Aventura demonstra claros sinais de possuir elementos inspirados junto as obras de J.R.R. Tolkien e sua vastidão no quesito fantasia e como esperado neste ponto tendo alguns artefatos de grande fonte de poder capazes de mudar o destino do mundo, dessa maneira surge em cena o manuscrito Enchiridion.

O livro seria a resposta para maioria das dúvidas no qual gira o mistério de OOO, nele estão uma série de feitiços que sugere a expansão de novas dimensões até aquele momento desconhecidas, no entanto, numa situação ainda não revelada algo acontece e as pessoas incumbidas nas tentativas de desvendar esse segredo acabam amaldiçoadas, entre elas Simon.

Simon Petrikov tendo em mãos a coroa que originaria mais tarde o Rei Gelado passa ter terríveis previsões sobre a tragédia pagando um alto preço para se manter a salvo inclusive sua sanidade e seu grande amor.



Um dos melhores episódios até hoje da animação sem dúvida alguma foi "Simon & Marcy" por fazer paralelo com o passado de Marceline e do Rei Gelado no período que a humanidade ruiu começando então a aparição de novas criaturas no lugar dos seres humanos, de início deformadas, numa época devastada pelos mísseis nucleares. Simon, já sofrendo transformações devido uso constante da coroa, era o único protetor da jovem vampira, ainda criança, em meio a destruição onde aparentemente só havia restado eles.

O capítulo quatorze da quinta temporada (ainda não transmita no Brasil) transcorre quarto anos após "A Grande Guerra dos Cogumelos", narrado por Marceline, já que o Rei Gelado não recorda desse tempo porque a coroa terminou roubando a sanidade apagando da memória quem ele era antes, a destruição do mundo e as pessoas que fizeram parte da sua vida; esse aspecto mostra que a loucura do rei é justificada e que sua busca por princesas tem fundamento decorrente a perda da noiva, Betty, e da solidão ao longo dos séculos.

Diferente do que é normalmente mostrado na série esse episódio conta em detalhes a luta pela sobrevivência de Simon, naquela circunstância com 47 anos e não mais 23, quando encontrou a coroa na Escandinávia, e de Marceline, 7 anos, numa terra devastada e sem algum sinal de melhoras ou ajuda. O ambiente retrata cidades desertas na qual escondem multantes asquerosos, pouco parecido dentre as devidas proporções e através do cenário criado, com o clima pós-apocalíptico de The Walking Dead.

Algumas perguntas anteriores são respondidas entre elas a profundidade da relação vivida por Simon e Marceline onde ele termina suprindo a necessidade de pai por parte da garota e ela também desempenhando um papel fundamental na história do futuro rei do gelo no qual é dito que "Gunter", nome dado pelo rei aos seus pinguins no tempo atual que a trama se desenvolve, em especial a um considerado o ser mais malvado de todos, segundo Hunson Abadeer, pai de Merceine e senhor absoluto da Noitofera, pode ser na verdade referência a outro apelido de Marcy.

Uma passagem com grande carga emocional, tornando até mesmo a assimilação por parte de quem tenha mais idade complexa, transmitindo a ideia que é possível após acontecimentos catastróficos existir esperança do surgimento de bons sentimentos incluindo amizades inusitadas. É um dos melhores, talvez até aqui possar ser o melhor dos episódios, graças a ousadia em não mascarar fatos tão importantes para entendimento do enredo geral, abrindo espaço para fortes acontecimentos ligados ao desenrolar da história.


MARCY E AS LEMBRANÇAS

A única personagem que se lembra de toda transformação sofrida pela Terra de OOO é Marceline. Ela sobreviveu, ainda sem explicação de como ficou sozinha antes de ser encontrada por Simon, a guerra nuclear, viu o surgimento das novas espécies predominantes, a ascensão dos reinos que foram sendo criadas ao longo do tempo e as novas dimensões.

Durante esse processo, por enquanto implícito,  passou por grandes desilusões envolvendo o pai, o próprio Rei Gelado e um antigo namorado que terminou desfazendo de seu ursinho de pelúcia, Hambo, dado a ela por Simon Petrikov quando a encontrou chorando junto a destroços de uma cidade fantasma.

A inusitada amizade dela com Rei Gelado foi somente revelada já perto da conclusão da quarta temporada também trazendo à tona todo carinho que ambos tinham um pelo outro, esquecida através do tempo (vídeo).






No ar há três anos Hora de Aventura assim como Apenas um Show virou referência no processo de transformação das produções Cartoon Network, fugindo dos clichês ocasionais nesse gênero, partilhando da mesma excelência apresentada em programas já concluídos do próprio canal a exemplo de As Trapalhadas de Flapjack e Chowder que apesar de não terem sido muito prolongadas, ambas com três temporadas, tornaram-se fonte de inspiração para trabalhos posteriores projetando também novos animadores entre Pendleton Ward e J.G. Quintel.

Atingindo uma grande quantidade de fãs a série estralada pelo menino humano provido da imaginação e seu amigo cachorro com poderes mágicos juntos explorando um imenso mundo fantasioso repleto de grandes histórias para serem desvendadas e desafios a serem vencidos agradou tantos crianças quanto adolescentes, adultos e a crítica especializada, classificando como um dos desenhos mais inovadores da Cartoon Network em anos, recebendo diversas nomeações de prêmios importantes, exemplo, Primetime, Annie, Sundance e Golden Reel.

Provido de uma inegável qualidade técnica Hora de Aventura agrada diversas faixa etárias decorrente o conteúdo bem apresentado e desenvolvimento coeso, um desenho incrivelmente amadurecido, contudo, não pendendo para um segmento. Mistura valores humanos, encontra soluções inteligentes relacionada a situações inusitadas, transmite a ideia que nem sempre a violência é a resposta para derrotar um oponente, mas dar afeto pode resolver certos atritos e a visão profunda de alguns dos personagens principais.

No Brasil que apesar da excelente receptividade local do programa foi lançado somente um dvd oficial intitulado "Hora de Aventura com Finn & Jake, Vol. 1", contendo apenas seis dos vinte seis episódios da primeira temporada deixando muito a desejar por parte dos responsáveis pela criação e distribuição, neste caso a Warner Home Video, enquanto nos Estados Unidos já foram produzidos seis boxes sem contabilizar o blu-ray, reforçando a ideia de como nesse quesito pouco se dá importância ao desenvolvimento de produtos voltado ao público alternativo.

Sem exagero, Hora de Aventura é uma animação merecedora do sucesso adquirido ao longo das temporadas, virando um dos desenhos da moda, nele há de um tudo um pouco passando até mesmo por elementos comuns do famoso jogo de rpg Dungeons & Dragons, um universo construído de forma harmônica a partir do momento que o mundo acabou e recomeçou das cinzas, é engraçado e simultaneamente trágico, emociona e faz refletir, um programa infantil que não é propriamente voltado para crianças pequenas.


PENDLETON WARD, O CRIADOR

Inspirando-se nas obras celtas medievais do qual é declaradamente admirador Pendleton Ward, ou simplesmente Pen, criou Hora de Aventura após outras tentativas junto a Federator Studios, sendo a primeira uma produção independente intitulada Barrista (vídeo) tendo um pequeno urso como protagonista, servindo de base para Finn.

Anterior ao desenvolvimento da sua principal criação participou do projeto Random! Cartoons onde expôs a primeira versão de "Adventure Time" e também The Bravest Warriors, webshow facilmente encontrado no Youtube, possuindo traços similares aos personagens da enigmática Terra de OOO.

Já na Cartoon Network trabalhou na elaboração dos roteiros e storyboards de As Trabalhadas de Flapjack ao lado de J.G. Quintel, quem conheceu ainda durante o período acadêmico na CalArts (Instituto de Artes da Califónia), antes de conseguir espaço para lançar as aventuras de Finn.

   

20 comentários:

  1. Eu sou apaixonada por esse desenho, mas não sabia que era tão coplexo assim. Agora amo ainda mais!

    ResponderExcluir
  2. Adorei super bem explicado cara você e demais parabens pelo trabalho

    ResponderExcluir
  3. Sensacional! Parabéns por todo o texto!
    Adventure Time, sem dúvidas, é o cartoon mais revolucionário dos últimos tempos.

    ResponderExcluir
  4. cara eu fiquei traumatizado com o episodio do rei gelado e marcy! cara nunca imaginei isso

    ResponderExcluir
  5. Amo muito Hora de Aventura, e sobre esses mistérios eu já desconfiava, e estou gostando ainda mais ! Sou dessas pessoas que se prendem por estórias complexas cheias de mistérios ! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc escreveu HISTÓRIA errado!!!
      Mas gostei do seu comentário ;)

      Excluir
    2. tbm sou,ja sabia dessas coisa mas mesmo assim fiquei cheio de duvidas e agora gosto mais de hda,quero logo descobrir e verr todos os eps

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Gustavo, história é algo presumivelmente como verdadeiro (algo relativo à ciência histórica), ao passo que estória é algo fantástico, algo criado (ou seja, concernente à narrativa ficcional).
      Qualquer dúvida é só consultar um dicionário (obs.: há doutrinadores que são contrários a tal utilização, mas ela é majoritariamente aceita).
      Abraço! :D

      Excluir
  6. concerteza,a relação entre Marceline e o Rei Gelado é a coisa mais sentimental do programa.E A MAIS LEGAL TAMBEM!!!/)^3^(\

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela sua pesquisa! Eu também sou um grande fã de Adventure Time!

    ResponderExcluir
  8. O rei gelado quando era Simon , no episódio Simon and Marcy chamou ela de Gunter . N sei como de repente esse nome surgiu mas talvez antes alguém já havia achado a coroa ( mas por algum motivo a perdeu pois no ep. Segredos de Natal parte II ele dizia q a coroa lhe contava segredos ) Gunter para rei gelado sempre foi algo meio insignificante então quando a Marcy o mandava tirar a coroa ele gritava "Gunter cale a boca " mas n sei ao certo de onde esses pinguins ( q talvez sejam mutantes , pq nunca vi nenhum parir um gato mágico, nem em desenhos mt crazys ).

    ResponderExcluir
  9. e como finn vai ara mil anos no futuro

    ResponderExcluir
  10. o desenho é muito bom. apesar de parecer ser infantil nao tem nada disso. o desenho tem forte influencia de animes, senhor dos aneis, caverna do dragao, alem disso existe algumas situaçoes tipicas de adolecentes que envolve sexualidade, faimilia amizade alem de situaçoes adultas que tambem sao abordas com maestria no desenho. em resumo é UM ERRO tratar hora de aventura como desenho infantil.

    ResponderExcluir
  11. eu so mt fan ,pesquisador, mi ajudo em algumas situaçoes, é 1 desenho que antes de ele lançar só previ o trailer pensando "esse desenho vai ser bom" e foi msm na minha opniao em 1 hora de aventura 2 apenas um show 3 o incrivel mundo degumball !!! apesar do hora de aventura ser 1 desenho excelente sem akelas coisas horriveis criadas por fans fik mostra ma influencias sobre o desenho como "socrates wish" criado por 1 fan ruim q fez akelas coisas mas eu conheço amigos e primos que nao gostam do desenho falando que é pra criançinha ou pra nb ! mas eu tbm n sou obrigado a abrir a cabeça deles e botar o desenho ! hora de aventura continua me alegrando

    ResponderExcluir
  12. Se lembrarmos existem indícios de que a Susana Forte também é humana!!! Comecei a assistir esse desenho por conta de sua forma nada convencional de construir um enredo. A medida que vamos avançando nos episódios, percebemos as diversas pistas que te colocam em um grande quebra-cabeça (apesar de alguns episódios esclarecedores como apontado no texto). É um desenho criativo´, que trata de temas humanos bem complexos de uma forma lúdica, como em fábulas. Os personagens tem personalidades marcantes, o desenho é instigante, e gera uma vontade de investigar, de tentar entender a realidade construída.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim susana forte é humana naqle ep qe o reino dela e dominado por as bóias monstro ela mostra no final ela pede para finn o humano ficar ele diz qur nao pode aí ela bota a mão dle por baixo de seu capuz de gato e ele fala SUZANA e ningguem explica a guerra de iris cornios e cachorros magicos do jake ea iris

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  13. ai eu chamo de cartoon lixo infantil e nego chora dizendo que humilha Cowboy Bebop, Steins Gate, Psycho Pass e Code Geass juntos!

    dá pra dizer que é lixo depois disso!? merda, agora eu vou ter que assistir desenho... pra que eu fui entrar nesse mundo cara!?

    ResponderExcluir

"O pensamento é o ensaio da ação." (Sigmund Freud)
Pode também entrar em contato através do e-mail allanlemos@hotmail.com